Autores de impacto social: como e por que Prem Rawat está ajudando a mudar nosso mundo

Uma entrevista com Edward Sylvan

Edward Sylvan, CEO do Sycamore Entertainment Group

“Só espero que quando as pessoas lerem meu livro, ele tenha algum impacto sobre elas, que levem o livro a sério. Que se deem a oportunidade de contemplar, de pensar sobre isso. Esse é o primeiro passo para fazer uma mudança na vida de qualquer um.

Não espero que este livro faça algo da noite para o dia. Mas espero que ele traga alguma contemplação e reflexão para as pessoas.”

Como parte da minha série sobre “autores que estão causando um impacto social importante”, tive o prazer de entrevistar Prem Rawat.

Nascido na Índia em 1957, Prem Rawat fez seu primeiro discurso público sobre o tema da paz aos quatro anos de idade. Dirigindo-se a multidões de até 10.000 pessoas, o que começou como um feriado escolar, tornou-se uma longa jornada, inspirando as pessoas a descobrirem a paz. Hoje, Rawat passou mais de 50 anos viajando pelo mundo, falando em mais de 250 cidades e abordando audiências ao vivo que totalizam centenas de milhões. Ele oferece uma maneira prática de experimentar a paz da qual fala e compartilha sua mensagem com milhões de pessoas ao redor do mundo por meio de livros, conteúdo da web, aparições na mídia e, acima de tudo, seus eventos ao vivo e palestras. Rawat acaba de lançar seu último livro “Ouça a Si Mesmo: Como encontrar paz no ruído do mundo” nos EUA, no Reino Unido e em outros 34 países por meio da HarperCollins. Para obter mais informações, visite: www.premrawat.com.

Muito obrigado por se juntar a nós nesta série de entrevistas! Antes de mergulharmos no foco principal de nossa entrevista, nossos leitores adorariam “conhecê-lo” um pouco melhor. Você pode nos contar um pouco sobre a história de sua infância?

É um prazer ter a oportunidade de conversar com você e seus leitores.

Minha história de infância na verdade começa quando eu era muito jovem, aos quatro anos de idade. Foi a primeira vez que me dirigi a uma plateia. Então continuei a dirigir-me a públicos em toda a Índia. Eu viajava com meu pai. Depois disso, aos nove anos de idade, quando ele faleceu, assumi o que ele estava fazendo, que é levar a mensagem de paz ao povo da Índia.

Quando você era mais jovem, leu algum livro que o inspirou a agir ou mudou sua vida? Você pode contar sua história sobre isso?

Bem, quando eu era jovem, eu realmente não lia nenhum livro aos quatro anos de idade. E, na época em que lia livros, estava tão sobrecarregado com todos os livros que tinha que ler para a escola, que não era algo que eu tinha que correr atrás.

Além disso, o que realmente me intrigou foi o que meu pai estava falando. Portanto, eu realmente não tive que ler um livro sobre esse assunto. Porque o que ele estava dizendo estava lá, e era muito óbvio, que o que você está procurando está dentro de você. Então, isso me intrigou, que o que eu procuro está dentro de mim.

Agora, o que estou procurando? Porque não era como em uma tenra idade você estar passando pela turbulência do mundo e ter problemas, então pode estar procurando por paz porque está muito perturbado com este mundo. Na verdade, o mundo era um lugar muito bom para mim. Eu tinha meus brinquedos; tinha minha escola. Tinha meus amigos e as coisas não eram ruins. Então, não era como se eu estivesse procurando a missão final. Mas teve um impacto significativo em mim, que o que eu estava procurando está dentro de mim e que a paz está dentro de mim. Então, fiquei muito intrigado sobre “o que é paz” e até mesmo “o que é Deus?” Porque, o que é Deus?

Havia tantas definições de Deus. Eu frequentava uma escola católica. Então, havia essa parte, a versão deles. Todas as manhãs, havia a aula do ABC da Moral. Costumávamos cantar o Pai Nosso, todas as manhãs. Então, tinha toda uma versão que vinha dos professores quando frequentei a escola católica.

O primeiro jardim de infância que frequentei chamava-se St. Mary’s, e também era católico. Muita coisa foi discutida lá. Mas para mim, era óbvio que Deus não pode ser essa coisa oculta. Deus não pode ser essa coisa abstrata que simplesmente vive em algum lugar e é inacessível. Porque Deus é muito importante para não ser acessível. Então, como você se aproxima de Deus? Como você aborda esse poder que me fez viver na face da terra? E então esse foi um momento muito interessante para mim.

Você pode compartilhar o erro mais engraçado ou interessante que ocorreu com você no curso de sua carreira? Que lição você tirou ou aprendeu com isso?

Tenho certeza que cometi muitos, muitos, muitos erros, e você sabe que o problema com os erros é que quando você vai envelhecendo, consegue rir deles, mas naquele momento em que você comete os erros, eles não são tão engraçados. E alguns erros fazem você querer morrer, alguns deixam cicatrizes em você e alguns erros são simplesmente engraçados.

Um deles foi quando estava viajando pela América. Eu tinha acabado de vir para São Francisco. Às quatro da manhã, eu estava completamente adormecido e houve uma batida muito forte na porta, e eu não sabia o que era. Eu estava em uma casa em que nunca tinha ficado antes. Então, com muito medo de perguntar o que há de errado? O que está errado? Acontece que eu deveria estar na televisão, na TV nacional em cerca de quinze minutos. Então, cara, pense em uma confusão naquele momento! Eu me aprontei e cheguei lá, mas quando cheguei o estúdio estava muito frio. Naquela época, eles costumavam baixar a temperatura do estúdio para que, quando acendessem as luzes, a temperatura meio que melhorasse.

Eu estava parado em um canto tremendo porque estava muito frio, e o produtor veio e me deu uma xícara de café quente. Essa foi minha primeira experiência com café. E posso te dizer, passei a ir a cem milhas por hora depois disso! Foi uma época interessante.

Você pode descrever como pretende causar um impacto social significativo com seu livro?

Só espero que, quando as pessoas lerem meu livro, tenha algum impacto sobre elas, que levem o livro a sério. Que se deem a oportunidade de contemplar, de pensar sobre isso. Esse é o primeiro passo para fazer uma mudança na vida de qualquer pessoa.

Não espero que este livro faça algo da noite para o dia. Mas espero que ele traga alguma contemplação e reflexão para as pessoas.

Você pode compartilhar conosco a história mais interessante que você compartilhou em seu livro?

Bem, há muitas histórias no livro. E a parte mais importante de qualquer uma dessas histórias é que temos uma oportunidade – a oportunidade de realizar algo que pode realmente fazer a diferença em nossas vidas. Não um simples pensamento, não simplesmente uma ideia, não simplesmente algum conceito. Porque polir o seu carro por fora, não vai aumentar o desempenho do carro. Colocar etiquetas no lado de fora do carro não vai mudar nada do que é por dentro. O desempenho virá do que está dentro do carro. Não é diferente para os seres humanos.

Qual foi o “momento aha” ou série de eventos que fez você decidir levar sua mensagem para o mundo? Você pode contar a história disso?

Bem, na verdade essa é uma história muito interessante em si. Porque eu estava simplesmente de férias de verão, e um convite chegou. Você gostaria de ir para o ocidente? Por favor, venha e traga sua mensagem. Bem, eu senti que seria um bom momento; não estava fazendo nada, e estava muito quente na Índia, então, eu disse que sim! Eu irei e pelo menos isso me dará uma noção se as pessoas realmente aceitarão esta mensagem de paz.

Então, eu vim para o Ocidente. Na época, esse foi um grande experimento e eu ia ver o que aconteceria.

Você tem que entender que na Índia as pessoas eram pobres e, portanto, você poderia dizer que, porque as pessoas eram pobres, elas ouviam, ouviam com mais atenção e estavam muito mais interessadas na paz. Já no mundo ocidental, onde havia muito mais dinheiro e tudo mais, as pessoas pensariam em paz? As pessoas estariam interessadas na paz? Então, isso é uma coisa que aconteceu.

Sem compartilhar nomes específicos, você pode nos contar uma história sobre uma pessoa em particular que foi impactada ou ajudada por sua causa?

Bem, eu posso com certeza. Lembro-me de uma pessoa que mais tarde se tornou um grande amigo meu. Ele estava no exército. Era um hindu muito devoto que havia lido a Gita. Sua atitude era, tudo o que precisamos saber, está na Gita, no livro. Nenhuma pessoa viva pode superar isso. Nenhuma pessoa viva pode falar com você. Nenhuma pessoa viva pode fazer nada. E não há mais nada.

Então, um dia, ele ouviu falar de mim – uma criança de nove anos que fala sobre paz e que diz que pode ajudar as pessoas a alcançarem a paz. Então, imediatamente o que veio à sua mente foi, isso deve ser uma farsa absoluta. Isso não pode ser, ele está simplesmente enganando as pessoas. Isso é algum tipo de show, uma farsa. Então, ele decidiu que iria derrubar isso.

Bem, assim que chegou na minha casa, ele começou a discutir com todo mundo. Como isso pode ser? Como isso pode ser? Como isso pode ser? Eu estava no quarto dos fundos fazendo meu dever de casa, e alguém veio até mim e disse que tem um homem aqui e ele está discutindo com todo mundo e quer falar com você.

Então, eu fui para a sala e comecei a ouvir o que ele estava dizendo. As pessoas estavam discutindo, e a discussão estava aumentando cada vez mais. Então, eu simplesmente saí e disse: “Sabe, há algo realmente incrível dentro de você e posso colocá-lo em contato com isso.” O homem perguntou: ‘o que poderia ser isso? E como você pode fazer isso?’ E eu disse ‘olha, essa é a minha afirmação. Posso colocar você em contato com essa beleza que está dentro de você. Qual é o problema se você me deixar colocá-lo em contato com essa beleza que está dentro de você?’ Quer dizer, aqui está um adulto, e tem uma criança que está falando com ele e dizendo que pode colocá-lo em contato com algo que está dentro dele. Ele parou de discutir. Ele disse que tudo bem e, por um período de algumas semanas, foi capaz de explorar a beleza de si mesmo e, desde então, temos sido amigos muito próximos.

Existem três coisas que a comunidade/sociedade/políticos possam fazer para ajudá-lo a resolver a raiz do problema que você está tentando resolver?

Bem, eu realmente não estou tentando resolver um problema. Mas há algo que precisa acontecer e três coisas não vão cobrir isso por nenhum esforço da imaginação. É apenas UMA. O percurso de todos os problemas que temos hoje, na minha opinião, é porque o ser humano não é mais ser humano. Eles não estão agindo como seres humanos. Eles não estão pensando como seres humanos e não estão sendo humanos uns com os outros.

A ganância assumiu o controle. Os interesses assumiram e tudo o mais assumiu. O que estou tentando fazer é dizer às pessoas que apenas sejam humanas. E se pudermos ser humanos, acho que haveria uma diferença significativa neste mundo.

Como você define “(Leadership) Liderança”? Você pode explicar o que quer dizer ou dar um exemplo?

Bem, eu acho que essa palavra “(leader) líder” e “(ship) navio” são duas coisas muito, muito confusas para todos. Porque há pessoas que se consideram líderes. Há uma piada sobre isso que li há muito tempo. Diz: “quando os líderes foram questionados sobre para onde vocês estão levando todas as pessoas que estão atrás de vocês? Eles disseram, oh, eu pensei que elas estavam nos empurrando para onde elas queriam ir, então nós estamos na frente.”

Mas realmente as pessoas que estão atrás, todos os cidadãos do mundo estão olhando para os ‘líderes’ e os ‘líderes’ não sabem para onde ir e todos vão acabar em um naufrágio. Portanto, “liderança” é realmente um navio que está fadado a naufragar. Como você pode ver, já foi destruído várias vezes e está indo na mesma direção novamente.

Então, eu não acredito em lideranças. Eu acho que todo mundo é um ser humano e não deve fingir ser um líder, mas deve focar em ser humano. Porque então você não precisa fingir.

Quais são as suas “5 coisas que gostaria que alguém me dissesse quando comecei” e por quê. Compartilhe uma história ou exemplo para cada uma.

Bem, ou a lista terá mais de cinco coisas ou não haverá nenhuma. Porque, para mim, não se trata apenas de contar seus erros, contar esse problema, contar aquele problema, mas apenas fluir com a vida. Você tem que fluir com a vida. Quando você flui com vida, as árvores que aprenderam a balançar com o vento não se quebram. Aquelas árvores que não aprenderam a balançar com o vento quebram. Então, não é uma questão de cinco coisas, é uma questão de você ser flexível o suficiente para fazer essas curvas, para fazer essas mudanças, para fazer essas coisas acontecerem conforme a vida se desenrola.

Você pode nos dar sua “Citação de lição de vida” favorita? Você pode compartilhar como isso foi relevante para você em sua vida?

“Flua, apenas flua.” A vida é um rio, começou como uma gota e um dia vai acabar. Você está neste processo chamado ‘vida’ que está continuamente se desdobrando. Isso é o que é relevante para você. É isso que você precisa entender. A vida não é uma coisa estática. Nem os gostos, os desejos e todas as coisas nesta vida são estáticos. Tudo vai mudar. Você tem que permitir que tudo isso se manifeste, apenas flua. Essa é a lição de vida que você deve aprender.

Há uma pessoa no mundo ou nos Estados Unidos com quem você gostaria de tomar um café da manhã ou almoço particular e por quê? Ele/ela pode simplesmente ver isso, especialmente se marcarmos. 🙂

Bem, eu quero que todos aproveitem seu almoço, e quero que todos aproveitem seu café da manhã. Não acho que para falar sobre paz e falar sobre alegria, café da manhã, almoço ou jantar seja o momento apropriado. O momento apropriado é quando existe uma sede interior de vida, de paz, quando existe uma sede interior de alegria, quando existe uma sede interior de clareza, quando existe uma sede interior para esse entendimento. Para isso, não é necessário café da manhã, não é necessário almoço. Pode ser debaixo de uma árvore, pode ser em cima de uma árvore, pode ser em qualquer lugar, e isso será suficiente.

Como nossos leitores podem acompanhar seu trabalho online?

As pessoas podem acessar Premrawat.com e hearyourselfbook.com

Isso foi muito significativo, muito obrigado. Desejamos a você simplesmente continue tendo sucesso em seu excelente trabalho!

Traduzido de Medium.com/Authority Magazine, 24/09/2021

Veja também

Share This